consultoria financeira empresarial

Consultoria Financeira Empresarial

Consultoria Financeira Empresarial. . . quais empresas precisam de uma?

A pergunta certa é: quais empresas não precisam?

  • É um desafio pagar todas as contas da empresa antes do vencimento e ainda dar conta da folha de pagamento dos funcionários?
  • Precisa de empréstimos e tem dificuldade para negociar boas taxas com os Bancos?
  • Não está dando conta dos impostos?
  • Tem dívidas acumuladas não vê como quitá-las agora?

A dor mais conhecida dos empresários, que costuma motivar suas buscas por suportes externos para a gestão é a falta de capital para cumprir compromissos financeiros de toda ordem: pagar fornecedores, bancos, funcionários, impostos, maquinário, aluguel. . .

Ou mesmo buscar investimento para poder expandir suas atividades. A crescente na busca por esse tipo de serviço é muito grande nos últimos tempos. Como a necessidade de crédito costuma ser recorrente, vamos dar uma olhada em recurso financeiro primeiro. 

Como uma empresa de consultoria financeira empresarial pode ajudar a conseguir crédito?

Uma consultoria financeira empresarial é a parceria ideal para esse tipo de solução , pois não se trata de obter crédito apenas, pois isso é muito raso e dura pouco. A depender do motivo dessa busca, pode ser que a empresa esteja com problemas e caia em uma recorrência de necessidade perigosa no médio prazo. Administrar os recursos que se possui e os que se adquire é a chave. Tudo funciona com uma boa análise inicial e planejamento, inclusive sobre a tomada de crédito.

O quanto é realmente necessário? Em que instituição pleitear crédito? Há outras maneiras de obter o recurso necessário? O trabalho investigativo inicial vem responder todas essas perguntas.

O que estamos expondo é que os recursos financeiros necessários podem em grande parte ser obtidos por uma administração estratégica do que você já possui, minimizando significativamente um potencial passivo da sua empresa.

Renegociar dívidas, rever processos, descartar atividades e reorganizar a estrutura empresarial são meios internos de no fim das contas trazer aumento de receita para o seu negócio e aliviar as contas. Mas a parte mais significativa da redução do passivo de uma empresa vem da renegociação estratégica de dívidas. É vital negociar com os credores condições que possibilitem estender os prazos e saldar as dívidas de forma que elas caibam no orçamento da empresa.

Isso inclui principalmente estratégias legais para o deságio das dívidas, isto é a sua diminuição, e a revisão de contratos abusivos e tributos indevidos. Dessa maneira os valores ficam reduzidos e aí sim conversamos sobre as formas de pagamento.

Entretanto os meios para conseguir tais feitos e os detalhes jurídicos, contratuais e administrativos que isso envolve não são pouca coisa e costumam fugir à compreensão dos empresários, que já costumam viver com a cabeça assoberbada de questões internas da empresa e de ordem pessoal.

Consultoria Financeira Empresarial é um assunto complexo até mesmo entre profissionais de gestão e assessoria financeira empresarial e a maestria no assunto é diferencial, principalmente para empresas que encontram-se em situação delicada de crise.

Nesses casos a tomada de decisão deve ser muito assertiva e inteligente e por isso o cuidado para escolher um bom consultor financeiro empresarial é vital. Apesar da contratação de um consultor representar mais um custo em sua folha de pagamentos, esse gasto deve ser visto como um investimento.

Muitas empresas que estavam no vermelho só conseguiram sobreviver graças à ajuda de consultorias externas, que traçaram um diagnóstico exato e coordenaram um plano de ação eficiente.

Temos alguns exemplos, mas utilizaremos um específico que é significativo aqui no Brasil.

Um complexo gigantesco de empresas poderia ter levado um enorme tombo, mas sua capacidade de reinventar-se, aceitar uma gestão de Turnaround e a fez dar um show de inteligência e economia que rendeu-lhe destaque no Brasil, pela Isto é DINHEIRO, em 2017.

Esse complexo é o Grupo Pão de Açúcar (GPA). Há mais de uma década o grupo iniciou um plano de Consultoria Financeira Empresarial para vencer a crise que se instaurava e agravava-se progressivamente pela acirrada concorrência do mercado.

Iniciou uma gestão de Turnaround (leia mais sobre esse método de gestão em nosso blog) para reduzir seu passivo e reorganizar seus recursos. Passou por corte agressivo de pessoal e de custos, com redução de centenas de milhões na folha de pagamento. Desde então, lojas do grupo, principalmente supermercados e hipermercados, vêm passando por rightsizings e adequações de estrutura.

Criou lojas menores, para concorrer com mercados de bairro, e em 2019 a empresa ainda continuava a aplicar estratégias de gestão para enfrentar a crise e enfrentar a concorrência. Suas ações chegaram a valer metade do que já valeram e ainda assim as atividades não pararam.

Estratégias advindas de uma gestão de crise eficiente somada à práticas continuadas de uma consultoria administrativa e Ffinanceira mantém o Grupo Pão de Açúcar com todas as suas empresas ativas e firmes.

Há outros casos, como o da grande empresa de brinquedos Lego (há um ótimo artigo sobre a recuperação dessa empresa chamado A True Toy Story – em divertido trocadilho com a animação da Pixar Toy Story. Além disso o nosso CEO gravou um vídeo contando um pouco desse história que você pode assistir aqui), a empresa de tecnologia Apple e outras empresas nacionais também, como a Livraria Saraiva e a operadora de telefonia OI.

Contudo lembremos que há outras empresas que não tiveram uma recuperação feliz, como a Mappin e a Mesbla, por exemplo, sobretudo por que não estiveram totalmente abertas à mudança e não reconheceram a necessidade de continuar o planejamento da Consultoria Financeira Empresarial para a permanência sólida no mercado.

As citações dos dizeres de pessoas notáveis, que obtiveram sucesso pelos seus esforços podem nos ensinar muita coisa, por isso aqui vai algo que vale citar e lembrar-se em qualquer situação, dito por Charles Darwin, um dos biólogos mais famosos do mundo: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente. Quem sobrevive é o mais disposto à mudança”.

Definição de Consultoria

Definição Baseado no que diz o Institute of Management Consultants, da Inglaterra a consultoria é uma prestação de serviço, seja por uma pessoa ou por uma equipe, para a identificação de problemas em métodos e procedimentos empresariais, bem como sua política ou organização.

Além da identificação, apresentam soluções e sugerem a alternativa mais adequada. Melhor dizendo, os objetivos pontuais de uma consultoria / assessoria administrativo-financeira são os seguintes: elaborar um diagnóstico das áreas funcionais da empresa em questão; identificar seus pontos fortes e pontos fracos; identificar suas ameaças e oportunidades; propor soluções e mudanças específicas para as áreas julgadas mais necessitadas após a análise.

Esse conjunto de ações é conhecido como Análise SWOT. Após concluídas essas etapas e os planejamentos sendo executados eu pergunto retoricamente: por que continuar com uma consultoria?

É simples, dentro de uma empresa você encontrará desafios sempre, acompanhando a economia e o fator humano, a imprevisibilidade dos fatos em si. Uma questão que deva ser resolvida com prioridade, costuma estar atrelada a outros fatos geradores.

Uma coisa é resolvida, começa outra que está ligada à primeira e assim por diante. Talento, um bom serviço, um diferencial, provavelmente uma empresa, a sua empresa já tem isso.

Porque chamamos de “Consultoria Financeira Empresarial”

Se fosse só uma consultoria empresarial, seriam abordados com mais profundidade a eficiência de procedimentos internos, análises de produtividade, valores de produtos, custos de produção, enfim, melhorias na receita operacional da empresa. Entenda que receita operacional é apenas a receita que vem da operação direta da empresa, que é a que gera um KPI extremamente importante, o EBIT. Esse indicador se refere aos lucros antes dos juros e impostos, as melhorias necessárias para aumentar esse número depende sobretudo de manobras internas.

Já a parte “financeira” da consultoria foca no lucro final, pós EBIT, e contempla também manobras como renegociação de dívidas, venda de ativos, deságios, e aliada à parcerias jurídicas, recuperação de créditos próprios com impostos pagos a maior, como REFIT, Saldos Não Alocados, isenção de ICMS entre outros, e essas são o que se chama de Receitas Não Operacionais

O Consultor Financeiro Empresarial não vem para mudar a essência do seu negócio e dos seus serviços, ele analisa e planeja meios de direcionar todos os seus recursos para a geração de resultados positivos.

“Se há algum segredo de sucesso, consiste ele na habilidade de apreender o ponto de vista da outra pessoa e ver as coisas tão bem pelo ângulo dela como pelo seu.” – Henry Ford.

Um dos fatores que motivam a busca de uma Assessoria Financeira Empresarial é que profissionais que não estão ligados à rotina da empresa têm uma visão mais crítica.

É muito mais fácil analisar algo em perspectiva do que de dentro. Muitas vezes o olhar do proprietário está tão viciado com a rotina da empresa que ele não consegue identificar o que está errado ou não tem conhecimento suficiente para encontrar soluções para os problemas.

Além disso, a exigência do mercado atual é de cada vez mais agilidade na tomada de decisões e a pressão exercida sobre os empresários faz ser muito viável considerar a contratação de uma Empresa de Consultoria Financeira Empresarial.

O que muitas vezes acontece é o que se segue:

  • A empresa nem sabe que precisa de algo;
  • A empresa não sabe de que conhecimento precisa;
  • A empresa tem conhecimento mas não consegue aplicá-lo;
  • A empresa não sabe gerir seu conhecimento ou informação.

O que chama a atenção é que mais de 50% das empresas encontra-se no primeiro grupo e, portanto, não recorre ao auxílio que poderia receber.

A mudança de estilo de gestão e de organização da própria empresa, enxergando o aspecto regional até o global de mercado. Permitir um plano de ações horizontal para que grupos e equipes específicas tenham autonomia de ação, diminuindo o tempo gasto para instaurar projetos, métodos e ações e a também a limitação desses mesmos passos quando estão sujeitos ao conhecimento de profissionais de outras áreas.

Processo da consultoria empresarial

No caso das empresas, a consultoria vai ser utilizada para encontrar os pontos fracos e fortes de uma empresa. Após isso, uma estratégia é criada para fortalecer a marca e melhorar os aspectos financeiros do negócio. Para isso, os seguintes passos são seguidos:

Soluções ideais

Ao identificar os problemas, a consultoria vai conseguir direcionar os gestores e auxiliar na tomada das decisões ideais para resolvê-los.

A experiência de um consultor é utilizada de forma integral e vem para trazer as melhores soluções para o seu negócio.

Conhecimento sobre as finanças

O empreendedor passa a ter mais controle sobre tudo que tem relação com as finanças da empresa. Isso ajuda a manter o negócio nos trilhos e o empresário passa a ter a sensação de que tem o seu empreendimento nas mãos.

Criação de um plano de ação

A consultoria vai identificar todos os problemas que devem ser resolvidos e, com isso, vai criar um plano de ação para combatê-los.

Qualquer empresa que busque crescer e ter um bom desempenho organizacional, precisa estar atenta às questões financeiras. Para que o empreendimento obtenha sucesso, é de suma importância ter um bom planejamento e uma boa administração. As finanças são ponto chave para que tudo funcione da melhor forma possível.

A consultoria vai poder indicar onde a empresa está errando e quais as despesas podem ser reduzidas por não serem necessárias.

Ao cortar gastos, automaticamente, a empresa garante uma maior lucratividade. Isso é possível através de um estudo de caso e com as informações corretas sobre a empresa.

Para o empreendedor isso é muito importante, pois muitas vezes ele tem total controle sobre outros aspectos do negócio, mas não tem tanto conhecimento no setor financeiro. Dessa forma, toda ajuda é bem-vinda.

Além de consultoria financeira empresarial é importante a consultoria financeira pessoal

Não são apenas as empresas que necessitam de uma consultoria financeira eficiente. Muitas pessoas são relapsas com relação ao seu dinheiro. Justamente por isso, inúmeras pessoas acreditam que a educação financeira é a chave para evitar as dívidas que assolam diversos brasileiros.

Em resumo, a consultoria financeira pode auxiliar também as pessoas com suas finanças particulares e em alguns casos pode prestar serviços para famílias inteiras. Isso acontece com alguma frequência nas empresas de gestão familiar, onde não é incomum a mistura das contas pessoais dos familiares com as contas da empresa, hábito muito comum e desaconselhável.

A consultoria pode auxiliar os indivíduos nos seguintes aspectos: gestão de finanças pessoais, investimentos, planejamento da aposentadoria, tributos e gestão de riscos.

Turnaround:

A transformação da visão empresarial: é impossível tratar um paciente contra sua vontade!

Muitas vezes funcionários, sócios e demais envolvidos podem ser contra mudanças necessárias para sobrevivência ou melhora da empresa. Isso acaba pedindo a mediação de quem tem experiência em trabalhar apenas nisso. Um processo de reversão, ou Turnaround, difícilmente se daria sem a presença de uma consultoria financeira empresarial eficiente e a presença de um “Turnarounder” ou seja, uma pessoa com fibra e conhecimento o suficiente para entender os problemas da empresa e fazer o que segue:

  • 1. Planejamento

Essa é a primeira parte e é o ponto onde todo o negócio é avaliado para que seja possível encontrar as falhas e o que pode ser alterado.

Nesta etapa, os objetivos da empresa são traçados e um planejamento é criado com a intenção de reduzir custos.

Caso a empresa possua filiais que sejam centros de custos, todas são analisadas para saber qual está dando mais lucro e qual precisa de mudanças.

  • 2. Valuation

Nessa etapa, o consultor vai identificar qual o valor de mercado da empresa. Trata-se de um passo importante, pois em caso de venda, não há o perigo de o negócio ser vendido abaixo do preço que vale.

  • 3. Análise de possibilidades

Aqui, são verificadas todas as chances da empresa de iniciar novos negócios. Além disso, os valores cobrados pela empresa por produtos ou serviços, são analisados.

  • 4. Consultoria administrativa

Um planejamento é criado para a gestão eficiente dos recursos da empresa. Neste ponto, todas as despesas e receitas são classificadas e fica definido o que é despesa desnecessária ou essencial para o andamento do negócio.

  • 5. Reestruturação

Após todas as análises, é chegada a hora de fazer as mudanças necessárias. Todos os setores devem receber melhorias, o tributário, administrativo, financeiro, entre outros.

Conclusão

Como informado, as finanças precisam ter a devida atenção, pois tem grande influência em nossa vida profissional e pessoal.

Por esse motivo, sabemos que uma consultoria financeira é imprescindível para fornecer a ajuda necessária na hora de tomar as devidas decisões.

O resultado é extremamente positivo, afinal, o empreendedor aprende a gastar conscientemente e a otimizar os seus recursos, a fim de utilizá-los da maneira correta.

Essa é a forma ideal para administrar o seu negócio. Com isso, você passa a ter mais tranquilidade e segurança para se focar em outros pontos de sua empresa.

Gostaríamos da sua opinião. Comente abaixo para que possamos criar conteúdos interessantes para você.

Se quiser conhecer um pouco mais sobre a nossa empresa, visite o nosso canal de YouTube, ou se preferir entre em contato conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *