atraso na folha de pagamento gera frustração

Atraso na folha de pagamento: não corra esse risco

Atraso na folha de pagamento: uma decisão difícil que, muitas vezes, é tomada pelo empresário que se vê sem saída durante uma crise financeira extrema. Atrasar a folha de pagamento é um pesadelo para todo empreendimento, porém é a realidade de muitos que passam por momentos de incerteza do futuro econômico da empresa.

Primeiro, é preciso entender o que é atraso na folha de pagamento. É considerado atraso todo pagamento efetuado após o quinto dia útil do mês. Além disso, cabe lembrar aqui que a legislação trabalhista determina que a empresa não pode transferir as dificuldades financeiras aos seus colaboradores. Ou seja, mesmo que o negócio esteja sem caixa, o salário deve continuar sendo pago.

Esse artigo vai te mostrar alternativas de como agir diante deste cenário, e traz dicas para o empresário se antecipar e evitar que a folha de pagamento do seu negócio seja afetada caso passe por uma crise financeira.

Deixar de pagar a folha de pagamento deve ser um dos últimos recursos para tentar reverter o quadro financeiro durante uma crise. Por diversos motivos, mas, principalmente, pelo funcionário que é afetado.

Atraso do salário pode destruir clima da empresa

Um empregado sem o seu devido salário se sente desestimulado para trabalhar. Isso pode reduzir a qualidade dos seus serviços, o que pode atrapalhar os planos de aumentar os rendimentos da empresa.

Entenda que o funcionário é a roda que faz girar a sua empresa. Portanto, se ele está satisfeito, muito provavelmente fará com que a sua empresa se movimente de forma positiva. Mas, se há algum incômodo, essa roda não funcionará também e logo os reflexos serão sentidos pelos clientes.

O comportamento é esperado uma vez que esse funcionário se sente inseguro e preocupado com a manutenção do seu emprego. Ao mesmo tempo, também se sente desapontado, pois trabalhou durante um mês e não recebeu o salário descrito no contrato com a empresa. Além disso, precisa pensar em arrumar uma forma de arcar com os custos da sua vida pessoal.

Todo esse cenário gera um desconforto, podendo destruir o clima e a confiança que existe entre o funcionário e a empresa. É importante que o empresário não deixe que isso aconteça. 

Problema pode ficar ainda maior… E mais caro

Outro ponto que deve ser levado em consideração é o quanto pode ser oneroso atrasar a folha de pagamento. O empresário deve estar ciente que, ao descumprir suas obrigações contratuais, o empreendimento pode estar sujeito a multas e processos.

De acordo com as leis trabalhistas, o empregado pode acabar pedindo indenização por danos morais devido ao atraso na folha de pagamento, já que ele precisou desonrar alguns prazos de contas. Caso a situação persista por mais de três meses, o funcionário também pode pedir a rescisão indireta – quando o funcionário pede demissão, mas a empresa arca com todos os custos como se houvesse sido demitido.

Se existe alguma hipótese de a sua empresa se enquadrar nessa situação, analise a necessidade da manutenção do contrato dos empregados. A inadimplência da folha de pagamento vai aumentar ainda mais o seu passivo trabalhista. Logo, cortar cargos talvez seja uma solução para reduzir os futuros acréscimos legais (correção monetária) e multas administrativas.

Prevenção contribui para quitação da folha de pagamento

Portanto, se a sua empresa está passando por uma crise financeira no momento e você não está preparado para isso, pense em como pode obter dinheiro rapidamente para sair dessa situação. Neste caso, o empresário tem três opções: tentar antecipar os recebíveis, pegar empréstimo ou injetar recursos pessoais na empresa.

Mas, se você só está preocupado com o mercado e deseja evitar atraso na folha de pagamento, existem algumas iniciativas que podem ser praticadas para evitar esse cenário.

Uma boa gestão da folha de pagamento pode evitar um caos financeiro e humano. Também é uma forma que o empresário terá de controlar mais os recursos e as informações que entram e saem do empreendimento.  

A equipe de gestão deve estar sempre atenta e manter uma relação boa com os funcionários e entender a situação financeira do empreendimento.  Veja algumas dicas que podem ser colocadas em prática na sua empresa para evitar o atraso da folha de pagamento.

1 – Automatize os seus processos: Uma iniciativa recomendada aos empresários é a automatização dos processos. A folha de pagamento é repleta de documentos, prazos, informações e uma boa gestão associada a uma boa ferramenta ou um bom software contribuem para a perda de tempo com esse procedimento, que ocorre todo mês.

2 – Guarde o dinheiro dos benefícios: Outra dica importante para a prevenção de problemas com a folha de pagamento é deixar a empresa preparada para gastos com férias e 13º salário. Uma empresa que tem um bom planejamento e organização, prevê o pagamento deste e de outros benefícios antes mesmo da obrigação de pagá-lo. Essa iniciativa é essencial para que o empresário não esteja sem dinheiro para quitar os valores.    

3 – Crie um fluxo de caixa: Busque criar um fluxo de caixa consistente. Ele vai contribuir para manter a saúde financeira da sua empresa a longo prazo, garantindo a folha de pagamento e a quitação aos fornecedores. A reserva do fluxo de caixa deve ser suficiente para manter sua empresa por um trimestre sem que tenha problemas.

4 – Crie um plano financeiro:

No entanto, muitas vezes, três meses de fluxo de caixa não bastam e a crise perdura por mais tempo. E aí o empresário se vê sem alternativas para se manter em dia com suas obrigações. Por isso, é essencial que a empresa tenha um plano financeiro antes mesmo de entrar numa crise.

5 – Trace rotas alternativas: Pense o que poderia fazer caso o seu empreendimento esteja nesse cenário. Procure traçar uma, duas, três ou mais rotas para reerguer o seu negócio. Pode optar por usar uma linha de crédito, vender ativos ou antecipar recebíveis futuros. Esteja preparado. Uma consultoria com uma empresa terceirizada também pode contribuir para buscar novos caminhos para sair da crise e quitar a folha de pagamento.

6 – Rotina: Ter uma rotina para o cumprimento da folha de pagamento pode contribuir para que o procedimento não demore mais do que o necessário nem seja esquecido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *